19 de Abr de 2021

Por que os preços dos carros não param de subir no Brasil?

Visualizações: 111
Categorias:

Crise sanitária, moeda desvalorizada, falta de insumos, tudo isso pesa no bolso do consumidor


Acervo/Quatro Rodas

Atualizar nossa tabela de preços tornou-se uma tarefa muito trabalhosa. Com reajustes mensais, o estagiário e, mais importante, o consumidor vêm sofrendo muito com os impactos negativos da pandemia.

Um estudo da KBB aponta uma média de 10% de aumento no preço dos automóveis de janeiro a dezembro do ano passado. Esse número fica ainda maior para alguns modelos como o Chevrolet Onix (11,8%), Renault Kwid (18,2%) e o compacto Volkswagen Gol (17,7%), que subiu mais 6,8% em 2021 com a chegada da nova linha.

O presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes, atribuiu esse fenômeno a três principais fatores: desvalorização cambial, aumento do preço e falta de insumos, e a inesperada alta da carga tributária, principalmente para o estado de São Paulo.

Em apenas um ano, o dólar subiu cerca de 22% e impacta não somente os veículos importados como toda a linha de produção nacional que utiliza muitos componentes dolarizados.

Um dos materiais mais utilizados, o aço, subiu vertiginosamente, e, só neste ano, teve seu preço acrescido em mais 30%, com previsão para mais aumentos no segundo semestre.

Os semicondutores, essenciais para componentes eletrônicos, já não são mais encontrados e tiveram aumentos de até 250%. A Fiat emitiu um comunicado avisando a suspensão da fabricação de Uno e Doblò por falta de insumos, o que explica também a fila de espera da Strada.

Complementando a longa lista de reveses, há o aumento progressivo de ICMS no estado de São Paulo, que deve chegar a 22% em abril. As fábricas agora divulgam tabelas de preços exclusivas para o estado.

Segundo o consultor da ADK Automotive, Paulo Garbossa, a perspectiva depende do que será feito com a economia. “Nós vemos que os preço estão aumentando e vemos que não tem o que fazer.” Por enquanto, o que nos resta é esperar.

Fonte: Quatro Rodas

Voltar